Assim caminha a Publicidade…

Padrão

Hoje fui convidada para dar uma entrevista sobre carreiras no  Colégio Rômulo Almeida. A estagiária que me fez o convite quer que eu relate minha experiência e fale sobre o mercado de trabalho para os alunos que desejam seguir carreira em Publicidade.

Aos colegas de graduação e amigos que trabalham com Publicidade devem estar dando aquele risinho de canto, pois na Bahia nós que nos formamos em Publicidade e Propaganda sabemos a triste realidade da profissão e o seu futuro.

Nem preciso dos 10 dedos da mão para contar quantos dos meus colegas seguiram e seguem na profissão de publicitário. Minha turma iniciou-se em 60 alunos.

A maioria, como eu, seguiu por outros caminhos. Muitos passaram em concursos em áreas que nada se assemelham com Comunicação, quem dirás Publicidade e Propaganda. Outros resolveram enfrentar a vida acadêmica novamente para áreas que ofereçam mais oportunidades e melhores remunerações.

Marketing não é Publicidade, apesar de aprendermos muito sobre Marketing na faculdade de Publicidade e Propaganda. Eu faço muito coisa direcionada para a publicidade e propaganda, mas meu ramo é consultoria em Marketing e Tecnologia. A Publicidade faz parte do Marketing, mas não é este o assunto que quero abordar aqui.

Muitos estudantes me perguntam como é ser publicitária, sobre o mercado de trabalho, o que aconselho para eles que irão prestar vestibular para a área…não desanimo ninguém, mas também não encorajo se percebo que a pessoa ainda vê a publicidade com glamour e carreira promissora.

As empresas há muito não torram seu dinheiro em publicidade. Muitas agências entraram em crise (por diversos motivos: do financeiro à falta de administração) e fecharam suas portas.

Com a era do TUDO FREE e da informação, a publicidade e a propaganda como é conhecida, enfrenta, em minha opinião, uma crise que divide opiniões de gurus e dos profissionais envolvidos: seu fim ou sua transformação.

Carreira promissora? Ficar rico? Trate como qualquer outra profissão. Não ache que a vida é um game e depois que receber o canudo você vai virar Roberto Justus da noite pro dia.

Ser publicitário é engolir muito sapo de chefe e de cliente; é fazer toda aquela pesquisa e relatório e ouvir do cliente que como é ele quem paga você tem que fazer do que jeito que ele quer; Isso foi um dos motivos por não querer seguir carreira em agências de publicidade.

Como consultora, não engulo sapo de cliente. Se ele me contratou para fazer um serviço, mas no final quer fazer o quer e você sabe que assim ele vai se dar mal e gastar dinheiro à toa, deixo que vá sozinho e com outra empresa, freelancer ou quem topar. Não faço tudo por dinheiro.

Na agência você não vai poder fazer isso, ter essa liberdade.

Enfim, este é só um dos posts que falarei sobre o assunto.

Quanto a entrevista sobre carreiras que acontecerá neste sábado, contarei tim por tim aqui depois.

Anúncios

2 comentários sobre “Assim caminha a Publicidade…

  1. “Por vezes mais vale perder um cliente do que a dignidade, alguém já viu um otorrinolaringologista (gosto desta palavra) a fazer uma cirurgia ao coração?”
    Acabei de postar essa frase.. e fiz um comentário a falar sobre um ponto aqui mencionado no seu texto..engolir sapos e criar algo que nao ira trazer o beneficio desejado simplesmente porque o cliente quer que seja “assim” e nao “assim como proposto” infelizmente por vezes como freelancer aperta e o sapo vao guela abaixo, outras vezes mantenho a dignidade! 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s