O poder das redes sociais – Opinião I

Padrão

Não sei se é só comigo, mas atualmente percebi que tenho recebido bem mais convites para entrar em novas redes sociais do que spam e propaganda em  minhas caixas de e-mail.

Demorei muito para entrar no Orkut e só o fiz por causa do trabalho. Os funcionários da rede de supermercados preferiam colaborar nos artigos e dar opiniões na comunidade da rede no Orkut do que nas reuniões.

Mesmo sem fotos ou informações pessoais (no início o Orkut não dispunha de filtros para privacidade não) eu recebia scrap e convites de tudo que era tipo de gente. Até disponibilizarem recursos de privacidade, eu já havia pensado em orkuticídio diversas vezes.

Apesar de todo o aborrecimento com certos scraps, eu trocava muito conteúdo em algumas comunidades e acabei por manter o perfil; até porque a cada novo trabalho ou cliente sempre havia necessidade de manter-me no Orkut.

Em meu trabalho mais recente eu ficava “logada” no perfil da empresa o dia todo. O perfil no Orkut era mais acessado que o site e devido a isso era o mais atualizado também. Só depois que adicionei ao Windows Live (97% dos clientes utilizam a conta Hotmail ativamente) que os scraps diminuiram e comecei a ser bombardeada por mensagens instantâneas.

Quem leu a matéria sobre o assunto na revista VEJA da semana passada deve ter se assombrado com as informações:

As redes sociais na internet congregam 29 milhões de brasileiros por mês. Nada menos que oito em cada dez pessoas conectadas no Bra-sil têm o seu perfil estampado em algum site de relacionamentos.

Os brasileiros já dominam o Orkut e, agora, avançam sobre o Twitter e o Facebook. A audiência do primeiro quintuplicou neste ano e a do segundo dobrou. Juntos, esses dois sites foram visitados por 6 milhões de usuários em maio, um quarto da audiência do Orkut. – Revista VEJA – 08/07/2009.

Gente, vocês já pararam pra pensar que no mundo inteiro o Brasil é o país que mais acessa e participa ativamente do Orkut?

Quem quiser ler mais sobre a matéria acesse aqui.

Em junho o IBOPE Nielsen divulgou que o Brasil, em quesito de maior tempo “on line”, bateu o recorde e ainda utlrapassou os EUA!

Em média as pessoas ficam mais de 40 horas conectadas.

Fico curiosa para saber quanto tempo em média gastam atualizando os seus perfis nas redes sociais. E quantos perfis em média manteem em cada rede social.

No Orkut só tenho 1 perfil, sou dona de 2 comunidades e sou moderadora de várias (sempre acabo descobrindo uma nova em que fui escolhida para ser moderadora).

No Windows Live In não tive escolha, já faz parte do pacote ter o perfil. Depois destas duas só estou no LinkedIn, pois o meu maior interesse nas redes sociais são os negócios que dali surgem.

Me preocupo muito com o rumo das redes sociais e sua influência em tudo ao nosso redor.

Isso vou deixar pra discutir outra hora. O soninho tá batendo e o post tá ficando longo.

Abraços,

Geisa Santos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s