Bem-vindo à nova Liliput

Padrão

Eis um dos meus clássicos favoritos: As Viagens de Gulliver do escritor Jonathan Swift.

Originalmente editado em 1726, as aventuras do capitão Lemuel Gulliver, contadas em romance satírico, povoam até hoje a imaginação de muita gente.

Existem diversas adaptações, influências na música clássica, no cinema japonês pelas mãos de Hayo Miyazaki (Laputa – Castle in The Sky – Assistam!!!), teatro e por aí vai.

Passando por 4 mundos, Mr. Swift satiriza a realeza inglesa, francesa, política, sociedade, comportamento, questão humana de maneira fantástica. Acontece que quando criança não temos esta percepção. O que também lembra a polêmica das adaptações, com cortes, traduções e etc. Eu só reli esta obra por conta das aulas de Sociologia e Filosofia no ensino médio.

Fui pescar os nomes dos 4 mundos, já que Liliput e Laputa são os mais conhecidos.

Por ordem:

  1. Liliput – a terra dos pequeninos que guerream por questões bobas;
  2. Brobdingnag – a terra dos gigantes;
  3. Laputa – a cidade flutuante onde Gulliver encontra cientistas mais loucos que já conheceu;
  4. Houyhnhm – a terra dos “cavalos falantes” e de extrema inteligência. É a passagem que deixa uma bela lição e questionamento sobre a raça humana. Em Houyhnhm, Gulliver confronta as questões da humanidade sobre outras raças, questiona a superioridade, principalmente ao conhecer os Yahoo, violentos, parecem com os humanos e não falavam. A inversão de papéis: homem versus bicho.

Uma rápida introdução para falar da nova adaptação da obra de Swift para o cinema. Jack Black interpretará um outro Lemuel Gulliver, um escritor fracassado que numa oportunidade louca aceita o desafio de ir ao Triângulo das Bermudas para descobrir os mistérios, fazer a melhor estória e conseguir se consagrar com escritor de sucesso.

Não vi data para o Brasil no release oficial, mas no Omelete a informação é que o filme chegue por aqui em 14/01/2011. Vamos torcer, já que o mesmo foi dito sobre Scott Pilgrim e até então foram dois cancelamentos e é provável que vá direto para as locadoras.

Só pra matar a saudade, seguem dois trailers: a versão com Ted Danson em 1996 e o ótimo Laputa de Hayo Miyazaki.
Eu gosto desta versão por mostrar todos os mundos. A maior parte das adaptações só focam em Liliput.

E, my favourite ones:

Links:

As Aventuras de Gulliver em sala de aula.

As Viagens de Gulliver no Omelete.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s