Medo que dá medo do medo que dá

Padrão

Tenho refletido muito sobre medo.

Ultimamente mais pela saúde do que pela segurança do meu corpo e mente.

– Medo da roupa que vou vestir

– Medo de andar na rua

– Medo de comer (na rua, em casa, em qualquer lugar que eu não saiba a procedência dos ingredientes)

– Medo de voltar a ficar doente (de novo ~ pelo mesmo medo anterior e pelo estafa)

– Medo de reaprender a andar de bike (e voltar várias casas no tabuleiro da vida ~ malditas “ites”)

– Medo de nunca mais voltar a comer metade do que podia ou acabar com mais restrições alimentares

– Medo de não estar vivendo

Poderia falar mais sobre os medos que me cerceiam, mas quero apenas deixar esta música linda cantada pelo Lenine e pela maravilhosa Julieta Venegas: Miedo. Resume a vida.

É com trechos desta música que irei destrinchar alguns medos durante os próximos posts.

Quem quiser ver a letra da música: (tem um errinho em medo de iludir >> o certo é “medo de dormir”)

Composição: Pedro Guerra/Lenine/Robney Assis

http://www.vagalume.com.br/lenine/miedo.html